domingo, 20 de fevereiro de 2011

Mario Lucio Sousa – Para nunca mais falarmos de amor (livro)


Mario Lucio Sousa – Para nunca mais falarmos de amor (sinopse)

Em 1999 Mario Lucio Sousa concretiza a sua 3ª incursão literária. Este consagrado músico cabo-verdiano possui uma carreira consistente e celebrada tanto na literatura quanto no teatro, como comprova a sua estreia na poesia com o “Nascimento de um Mundo” (1991).

Em “Para nunca mais falarmos de amor”, o autor brinda-nos com uma temática destelurizada do cânone literário cabo-verdiano, poemas breves e concisos, agradáveis experiências com os hai-kais em imagens inusitadas e por vezes irônicas.

Sousa capta na observação da simplicidade do cotidiano a matéria para os seus poemas, embora encontre no ser humano e na beleza da vida as substâncias para a sua poesia. Nesse sentido, inferimos a comovente presença de um lirismo amoroso acompanhado de um respeito à condição humana no que se refere às suas ânsias, angústias e nas suas contradições diante das adversidades.

Com uma singela carta do autor aos editores ilustrando a capa do livro, deparamo-nos com 84 pequenos poemas sinceros, em alguns momentos dolorosos, reveladores de um artista com a sensibilidade à flor da pele pronto para desnudar o belo da poesia, o bom de viver.
Ricardo Riso

Este livro e outros títulos da Artiletra, editora cabo-verdiana, encontram-se à venda na Kitabu - Livraria Negra (Rio de Janeiro - Brasil).

3 comentários:

begoña disse...

Eu concordo com o artigo e os comentários que você faz. Eu li o livro há uns dias, pois estive em Cabo Verde e o encontrei. Acho que é engenhoso e certo. Parabens!

Ricardo Riso disse...

Prezado, obrigado pelas palavras e visita. Mario Lucio é um dos mais inventivos da poesia cabo-verdiana. abraços!

Ricardo Riso disse...

Prezado, obrigado pelas palavras e visita. Mario Lucio é um dos mais inventivos da poesia cabo-verdiana. abraços!