quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Sem título ou o fim das instituições democráticas e a vitória da ilusão

(após a absolvição de Renan Calheiros)

Sessão secreta, voto secreto. Homens públicos eleitos diretamente pela população não podem votar secretamente. Todos os seus passos, enquanto representantes do povo, devem ser claros e abertos a todos. Durante todo o mandato, qualquer parlamentar deve satisfações à sociedade, e esta deve cobrar, exigir, participar.

Entretanto, diante do que anda acontecendo pelo país nos últimos anos, ou o que sempre aconteceu desde que um certo Cabral apareceu por aqui, o meu descrédito hoje está próximo do total. Está cada vez mais difícil pensar, escrever, sonhar.

Mas tudo bem... afinal, já estão abertas as inscrições para o Big Brother Brasil 8. Nem tudo está perdido.

Um comentário:

wesley disse...

Total - palavra formadora já do meu discrédito