segunda-feira, 14 de junho de 2010

O Brasil que se quer branco não elogia as mulheres negras presentes na Copa

O Brasil que se quer branco não elogia as mulheres negras presentes na Copa


Por Ricardo Riso

É impressionante como o racismo se apresenta nas transmissões brasileiras durante os jogos da Copa do Mundo e nos demais canais de comunicação. Há pouco, deparei-me com esta matéria no site do G1: “Gatas na partida entre Holanda e Dinamarca - Lindas torcedoras marcam presença no duelo europeu”. Trata-se de uma série de fotos tiradas das mulheres nas arquibancadas. Todas brancas, louras, lábios finos e cabelos lisos. Por outro lado, o site UOL mostra-se sensível: de trinta e nove fotos das “Musas da Copa” encontramos duas negras, ou seja, 5,13%. (...)
 
Mais em A Bola Limpa.

4 comentários:

Denise Guerra disse...

Nem a copa estando na África do Sul a mídia consegue se despir dos seus pré-conceitos. mostrar as africanas não é uma tarefa muito tentada pelos jornalistas e cameras de plantão. Fato consumado? Bjs!

Ricardo Riso disse...

Depois, nós, negros, somos chamados de racistas...
Quero ver quando a Copa for aqui como será...
bjs!

Canto da Boca disse...

Eu partilho contigo, Ricardo da mesma indignação!Como se a população brasileira, fosse apenas de brancos. Francamente! Isso é uma coisa para mim tão ultrapassada, que me choca essa "realidade branquinha, galeguinha de olhinhos clarinhos!"

Continuemos na nossa luta!

Ricardo Riso disse...

Olá, Canto da Boca!
Fico chocado com o cinismo, mas o agravante é que vários irmãos negros não demonstram indignação com esses fatos. Isso é o pior e o que mais me entristece.
Mas continuaremos insistindo.
Obrigado pelo comentário!
Bjs!