quinta-feira, 8 de outubro de 2009

SETE VENTOS (Teatro)

Vamos falar do que nós somos feitas?
“SETE VENTOS” é um monólogo teatral escrito por uma mulher a partir de várias outras mulheres. É baseado em relatos de mulheres negras e utiliza como referência o mito africano de Iansã. Traz a atuação da atriz Débora Almeida, autora e encenadora da obra, com supervisão cênica da diretora Aduni Benton.
A história contada no espetáculo é a da personagem Bárbara, uma escritora negra, filha de Iansã, que, junto ao público conta e revive as histórias das mulheres que influenciaram a sua vida.
A proposta de “SETE VENTOS” é trazer à cena personagens femininas que se identifiquem com o universo da mulher brasileira, traçando um diálogo entre a contemporaneidade e a ancestralidade. Através das relações entre essas mulheres pretendemos mostrar a influência das histórias vividas pelos nossos antepassados sobre nós e a força que adquirimos quando conhecemos e valorizamos essas histórias.


Iansã, deusa dos raios e dos ventos, é a base inspiradora de cada uma dessas personagens. Ela é a síntese da mulher contemporânea em sua luta pela independência e pela feminilidade.
Para aproximar a platéia do universo da história, escolhemos uma estética que valoriza o encontro, aproximando a atriz contadora de histórias e a platéia. Fazendo com que o público sinta-se como se estivesse na sala de uma casa, conversando com uma amiga ou revivendo os momentos em que passamos no colo de nossas mães, tias e avós, enquanto ouvimos histórias e recebemos cafuné .
SETE VENTOS é um espetáculo feminino que propõe, através da realidade e da poesia um encontro entre homens e mulheres, independente de seu grupo étnico, cultural, social e econômico.
Sinopse
A peça é um monólogo teatral baseado em depoimentos de mulheres reais e no mito de Iansã, deusa negra dos ventos, mostra Bárbara, uma escritora, que narra a sua trajetória de vida até o dia em que encontra com Iansã. Refazendo esse trajeto, ela relembra e revive fatos e encontros com algumas mulheres que a influenciaram. A atriz reveza-se entre várias personagens e as mulheres apresentadas representam algumas qualidades de Iansã. Há também música e dança.

Débora Almeida
É atriz formada pela UNI-Rio. Participou de vários espetáculos entre os anos de 1994 e 2000. Em 2001 começa a dedicar-se à cultura negra, integrando a primeira formação da Cia dos Comuns, Cia de teatro dirigida por Hilton Cobra, que tem como objetivo divulgar a cultura afro-brasileira. Junto à Cia dos Comuns participou dos espetáculos “A Roda do Mundo”(2001/2002), “Candaces- A Reconstrução do Fogo”(2003/2004- Prêmio Shell de Música) e “Bakulo- Os Bem Lembrados”, dirigidos por Marcio Meireles e “Silêncio”(2008/2009), dirigido por Hilton Cobra. Na Cia dos Comuns, Débora atua como atriz, produtora, pesquisadora e colaboradora dramatúrgica. No cinema participou dos filmes “Jogo de Cena”(2008), de Eduardo Coutinho, “Freiheit- Crimes de Ódio”(2008), de Patrícia Freitas, “Bairro Feliz”(2000), de Leonardo Copello Pirovano e Ricardo Prego e “Alma Suburbana”(2008), de Luis Claudio Lima. Na televisão participou dos programas “Sob Nova Direção”(2005), “Turma do Didi”(2001) e das novelas Caras e Bocas(2009) e Malhação(2004). Débora também dedica-se à dança afro e contemporânea desde 2001.

Ficha técnica
Texto, encenação e atuação: Débora Almeida
Supervisão Cênica: Aduni Benton
Coreografias: Gal Quaresma
Assistência Corporal: Denis Gonçalves
Trilha Sonora: Samantha Rennó e Raquel Coutinho
Iluminação: Jorge Raibott
Cenário: Derô Martim
Figurino: Jerry Fernando
Programação visual e fotografia: André Mantelli

Temporada
De 02 de outubro a 06 de novembro(excerto 23 de outubro)
Sextas-feiras às 21h
Local Teatro Gláucio Gil
Pça Cardeal Arcoverde, s/no, Copacabana, Rio de Janeiro, RJ
Duração 60 minutos
Classificação etária:16 anos
Valor do ingresso:R$10,00


Contato
Débora Almeida
Tels: 21- 9762-4313 / 21- 2256-9499
e-mail:
debora.almeidarj@yahoo.com.br
Rua Figueiredo de Magalhães, 236, apto. 201, Copacabana, Rio de Janeiro, RJ
CEP. 22031-012
http://seteventosespetaculo.blogspot.com
Fonte: e-mail enviado pela atriz Débora Almeida em 08/10/2009.

2 comentários:

Val Du disse...

Oi, Ricardo.
Quanta coisa boa e de qualidade anunciada aqui.
Muito bom!

Beijos.

Até mais.

Ricardo Riso disse...

OLá, Val Du! Tudo bem?
Vamos lá prestigiar a peça.
Abraços,
Ricardo